23 de mai de 2010

Depressão pós-parto Masculina

Um em cada dez homens tem depressão pós-parto

A depressão pós-parto masculina é pouco conhecida até entre os profissionais da área, mas isso não significa que seja rara.

Por Redação Multimídia ES Hoje (redacao@eshoje.com.br).

A depressão pós-parto masculina é pouco conhecida até entre os profissionais da área, mas isso não significa que seja rara. Do início da primeira gestação da mulher até o bebê completar um ano, um a cada dez homens tem a doença.

O dado é de uma revisão de 43 estudos, com 28 mil participantes, que acaba de ser publicada no "Jama", periódico da Associação Médica Americana. Outros estudos apontam que, entre as mulheres, a taxa de depressão é de 15% a 20%.

A metanálise revela também que o período entre o terceiro e o sexto mês de vida do bebê é o mais crítico para os homens. Nessa fase, 25% deles sofrem de depressão.

Por outro lado, os três primeiros meses após o nascimento são os menos problemáticos, quando apenas 7,7% dos pais desenvolvem depressão.

"Nesses meses, a vida é muito corrida. O homem só começa a se dar conta do que está acontecendo depois do terceiro, quarto mês", acredita a psicóloga Fátima Bortoletti, que atende casais durante o pré-natal e o pós-parto no setor de obstetrícia da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Na opinião dela, a taxa pode ser ainda mais alta -nos EUA, por exemplo, chega a 14%.

Vários fatores que coincidem nesse período podem funcionar como gatilho da depressão masculina, segundo o psiquiatra Joel Rennó Júnior, coordenador do Pró-Mulher do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo.

"Muitos homens sentem-se inseguros em relação aos cuidados com o bebê e à disponibilidade de tempo necessária para ter uma participação ativa na criação do filho. Alguns não conseguem entender as mudanças da mulher em relação à sexualidade e à forma como vê seu corpo na gravidez", afirma.

A situação econômica, frente às novas necessidades familiares, também os preocupa. Por fim, sentimentos de rejeição e exclusão são comuns entre os pais novatos.

Como resultado, uma parcela dos homens compete com o bebê pela atenção da mulher, outra ignora o filho e há os que tentam afastar a mãe dos cuidados com a criança ou que buscam relações extraconjugais.

Correlação

A pesquisa reforça ainda a existência de correlação entre depressão masculina e feminina. "A mulher precisa da proteção do pai do bebê. Se ele passa a maior parte do tempo fora, a desproteção vem acompanhada do sentimento de abandono, que desencadeia a depressão feminina", diz Bortoletti.

Como o trio familiar funciona de modo integrado, o desequilíbrio afeta todos. "A depressão masculina prejudica automaticamente a mãe, e o bebê é uma esponja emocional. Se seu parceiro está deprimido, ela fica insegura, irritada e passa isso para a criança, que pode ter problemas de aleitamento e dar mais trabalho", completa.

4 de mai de 2010

Dia da Mães


MÃE é a melhor amiga, confidente, estilista, professora, enfermeira, terapeuta, médica, o melhor restaurante e muito mais. Ela sempre está pronta para estender a sua mão abençoada por Deus. Quando você está triste ela sempre tem uma historia para contar, sempre mais complicada, se comparada aos seus problemas, mostrando que os seus diante de outros ... não são nada... são simples e fáceis de resolver. Ela é mágica, anjo, bruxa e adivinha.

Toda Mãe é, mesmo que com todos os seus defeitos, um pouquinho de nós que chegou antes, preparou nosso caminho, sonhou nosso futuro, riu nossos risos e enxugou por nós algumas lágrimas.

Ela foi criada por Deus para embalar o berço e construir um caráter e participar no milagre da vida... forte, batalhadora, supera os obstáculos com dignidade e sempre otimista. Rainha cheia de carinho, ternura e amor.

Ser e ter MÃE é tudo de bom. Neste Dia tão especial, não poderia deixar de agradecê-la!!!

Obrigado por estar sempre presente em minha vida, que Deus te abençoe,
te dê saúde e muitas felicidades.

E agradecer a Deus por me dar a honra de ser MÃE por duas vezes... Obrigada!

by Sandra Oliveira

1 de mai de 2010

CASAMENTO


O casamento é constituído de um eterno conquistar...
Começa bem cedinho...
Antes mesmo do acordar...
Sonhos lindos de carinho...
Para o seu amor agradar!!!

A metade da bala...
Uma pétala de flor...
Uma simples palavra...
Eu te amo meu amor!!!

Metade do ar que respiras...
Pertence a teu bem...
Não pode existir nesta vida...
Alguém que você queira tão bem!!!

A cumplicidade...
O companheirismo...
A amizade...
O respeito mutuo!!!

Não se casa sem ser acasalados...
Duas metades com interesses irmanados...
Dois sonhos com o mesmo ideal...
Duas vidas com um caminho triunfal!!!

Conquistas solidárias...
Partilhas somatórias...
Projetos uníssonos...
Soma de todos os sonhos!!!

Entrega constante...
Para um eterno receber...
Indivisível sentimento dominante...
No universo colorido do prazer!!!

Este é o casal, a dualidade coagulada...
A singularidade plural...
O mesmo trecho da estrada...
Que leva ao amor universal!!!

O verso e reverso da moeda...
Em um constante dar e receber...
O casal, que um ao outro se entrega...
Aprendem e ensinam a todos viver!!!

Fonte: http://www.poemas-de-amor.net/blogues/edson_milton_ribeiro_paes/quot_casamento_quot

Menina ou Menino? Dois Meninos... Leonardo e Guilherme...

Menina ou Menino? Dois Meninos... Leonardo e Guilherme...